Jogando diante de seu torcedor, o Pelotas não conseguiu sua primeira vitória no Campeonato Brasileiro da Série D.

O jogo era muito complicado. Contra um adversário poderoso. O Londrina chegou como favorito a classificação, ao lado do Penapolense neste Grupo A8. 

Como o Lobão folga na próxima rodada (quarta), a vitória deixaria o Pelotas, na pior das hispoteses, a 1 ponto da zona de classificação.

O JOGO

Como dono da casa, o Pelotas começou pressionando. Claytinho, mais uma vez foi a principal arma de ataque do time de Julinho Camargo. O Londrina adotou a estratégia de estudar o Lobão nos primeiro minutos. 

Finalização foi mais uma vez o problema do Pelotas. Apesar de criar jogadas, a maioria delas teve um acabamento ruim. 

Aos poucos, os visitantes foram se soltando e expondo os problemas do Pelotas. Um deles, o lado esquerdo de sua defesa. Maso lance que marcou o primeiro tempo, foi uma falha do goleiro Mateus Cavichiolli. Ele que foi destaque nos jogos anteriores, contra Penapolense e Boa Vista. 

O LANCE: Uma enfiada de bola entre os zagueiros do Pelotas, sem muita pretenção. A falta de convicção de Cavichiolli pra ir na bola, custou caro a ele e ao Pelotas. Joel, o Cruel! estava atento no lance, pegou a bola e com o gol vazio apenas empurrou a bola pro fundo das redes, 1-0.

O gol mexeu com o Pelotas. O time de Julinho Camargo sentiu demais o gol. O atual campeão paranaense aproveitou-se da instabilidade do Lobão e começou a empilhar chances perdidas de gol. Em um determinado momento da partida, durante a transmissão da Rádio BraPel, o comentarista Vanderlei Leivas disse: "O melhor pro Pelotas é que termine o primeiro tempo, para Julinho Camargo poder ajeitar o time pro segundo tempo." 
Antes do final do primeiro tempo, o Londrina ainda meteu uma bola na trave do Pelotas, com Bruno Batata. 

SEGUNDO TEMPO
Julinho percebeu que o Londrina aproveitou muito o lado esquerdo da sua defesa. Fábio Gaúcho não voltou do intervalo e em seu lugar, Bruno Renan foi o escolhido. Com isso, Marcos Rogério foi deslocado pra lateral esquerda, função que ele também fez contra o Boa Vista, lá em Saquarema.

Em busca do empate, o Pelotas se jogou pra cima. Deixou os espaços abertos para o adversário. Claudio Tencati, técnico do Londrina aproveitou bem esses espaços e os explorou com a velocidade do seu trio de frente Celsinho, Joel e Bruno Batata. 
Numa tentativa de ir em busca do empate, o Pelotas se jogou inteiro pro ataque. O contra golpe foi fatal. Jogada de Léo Maringa, que acionou Celsinho, que pífou Joel na cara de Cavichiolli. O camaronês não perdoou. Era o segundo gol do Londrina.

Quando o time ainda tentava se reanimar após o segundo gol, veio o terceiro. Jogada de Paulinho, que entrara minutos antes no lugar de Joel, pela esquerda. Bruno Batata fez o pivô e Léo Maringa da entrada da área fuzilou o goleiro do Pelotas, 3-0.

O grande lance do Pelotas no segundo tempo, foi uma grande jogada de Bruno Renan. O volante deu uma arrancada do campo defensivo e limpou meio time do Londrina. Na hora da finalização, o goleiro Vitor conseguiu abafar o arremate do jogador do Pelotas.

A situação ficou complicadíssima pro Lobão. Na próxima rodada, os comandados de Julinho Camargo folgarão no Grupo A8. Além de não jogar, a derrota por três gols de diferença, jogou o Pelotas pra lanterna do grupo.

Ficha Técnica

Pelotas: Mateus Cavichiolli; Márcio Gabriel, Pedrão, Tiago Gaparetto e Fábio Gaúcho (Bruno Renan); Marcos Rogério, Escobar; Claytinho, Jefferson Luís (Feliphe) e Jhonatan (Tiago Gaúcho) e Soares. 
DT: Julinho Camargo

Londrina: Vitor; Lucas Ramon, Dirceu, Silvio e Allan Vieira; Diogo Roque, Bidia, Léo Maringá (Anderson), Celsinho (Rone Dias); Bruno Batata e Joel (Paulinho).
DT: Claudio Tencati

Arbitragem: Cleisson Veloso Pereira-MG (CBF-1)

GOLS: Joel (23' 57') e Léo Maringá (60')

Classificação do grupo

1o Londrina   6pts
2o Metropolitano  3pts
3o Penapolense   2pts
4o Boa Vista       2pts
5o Pelotas          2pts  saldo -3