gavilan abraçado na bolaDiego Gavilán lamentou a derrota no clássico e agora foca no jogo da quarta.

“Um golpe duro”. Foi desta forma que o técnico Diego Gavilán definiu o impacto da derrota do Pelotas no Bra-Pel 363, neste domingo, no Bento Freitas. “Ninguém gosta de perder e muito mais num clássico”, admitiu o técnico. O Pelotas adia mais uma vez a confirmação da vaga nas quartas de final. Terá que decidir seu futuro no jogo de quarta-feira contra o Grêmio, na Boca do Lobo.

Gavilán pontuou virtudes de sua equipe em alguns momentos do clássico. “Quando conseguiu baixar a bola e jogar, o Pelotas fez o gol, criou chances e foi melhor”, comentou. Ele lamentou a perda de Reinaldo Dutra – por expulsão, aos 20 minutos do segundo tempo, o que atrasou a reação do time em busca do empate. Dutra e Felipe (suspenso pelo terceiro cartão amarelo) serão desfalques na quarta.

Quatro equipes disputam duas vagas nas quartas de final do Gauchão. Pelotas e Aimoré, com 12 pontos, dependem apenas de suas forças. Jogam contra o Grêmio e São Luiz, em casa, respectivamente. Já o Juventude, com 11; e Brasil, com 10, necessitam vencer os rebaixados Avenida e Veranópolis e ainda contar com tropeço de Pelotas e Aimoré. No caso do Xavante são necessários dois resultados favoráveis, além de sua vitória em Veranópolis.