ogro e leo bahia treino Lobo quer vencer o VEC para encaminha classificação. Para isso, quer aperfeiçoar a transição ofensiva e criar chances como no jogo com o Aimoré.

Com a permanência assegurada na primeira divisão de 2020, o Pelotas espera aproveitar os três jogos restantes da primeira fase do Gauchão para aprimorar a posse de bola e a capacidade criativa no ataque. Essa é prioridade na preparação desta semana, visando a partida de domingo, às 18h, contra o Veranópolis, no Antônio David Farina.

A cobrança feita pelo técnico Diego Gavilán foi revelada nesta segunda-feira pelo meio-campista Makelele. “Ficar mais com a bola, eu acho. Às vezes, em alguns jogos, a gente fica muito pouco com a bola. A gente cria pouco na verdade. A gente marca gols de bola parada e no contra-ataque. A gente não tem criado muito dentro da competição. O que ele (Gavilán) vem pedindo para a gente reter mais a bola e jogar mais”, disse.

Dos sete gols feitos pelo Pelotas no Gauchão, cinco ocorreram de bola parada, com cruzamento na área; um em chute da intermediária e outro em cobrança de pênalti. Na partida de domingo, Makelele pode ter posicionamento mais avançado em função da ausência de Reinaldo Dutra, que foi expulso diante do Caxias. No caso, Reinaldo Silva será o primeiro volante.

O Pelotas irá enfrentar uma decisão na Serra. O jogo é de vida ou morte para o Veranópolis, que se encontra na lanterna do Gauchão, com apenas três pontos em oito jogos (aproveitamento de 12,5%). Se não ganhar domingo estará praticamente rebaixado.

DM