gavilan escobar endres Mesmo sem a vitória contra o Nóia, Lobo pontuou e está cada vez mais próximo da primeira meta do ano: a manutenção no Gauchão.

Contra o Novo Hamburgo não deu, nos 100%.  A vitória bateu na trave.  Mas o empate não foi totalmente desprezado. O time somou um ponto na sua caminhada rumo ao topo da tabela, longe da zona de risco. E o Lobo está bem perto do seu primeiro objetivo no Gauchão 2019: garantir presença no Gauchão do ano 2020.  Essa garantia pode ser sacramentada no próximo jogo, novamente em casa, e novamente contra um adversário do Vale dos Sinos.

A partida contra o Aimoré, anteriormente marcada para este sábado, na Boca do Lobo, foi transferida para a segunda-feira, 20h, no mesmo local.

“A mudança é bem vista em função de o tempo ser maior para recuperação de atletas e para o treinador fazer os ajustes necessários na equipe para que se possa alcançar os objetivos que foram traçados”, observou o lateral John Lenonn, destaque áureo-cerúleo no empate sem gols com o Anilado, na segunda-feira.

Nesta terça-feira o elenco azul e amarelo voltou aos trabalhos no período da tarde, com o foco todo voltado para o Aimoré. Entendem os áureo-cerúleos que com mais três pontos – soma oito – o time estará definitivamente fora da área de risco, da tabela.

DM