gol pelotas beira rioPelotas quebra tabu histórico: desde 1980 sem vencer o Inter no Beira Rio em jogos do Gauchão, ontem Lobo bateu o colorado de virada.

O Pelotas chegou desacreditado ao Beira-Rio para a partida da segunda rodada do Campeonato Gaúcho. A expectativa era de quanto perderia para os titulares do Internacional. Mas futebol é imprevisível. A lógica foi contrariada. Com uma atuação heroica, os comandantes de Diego Gavilán ganharam por 2 a 1, de virada, e quebraram um tabu de 38 anos. Em 1980 tinha sido a única vez que o Lobão havia vencido na casa colorada.

O Inter começou tocando a bola em função da falta de ritmo de jogo – era a primeira partida no ano da equipe titular. O Pelotas se posicionou defensivamente, embora demonstrando insegurança para jogar. Aos 13 minutos, William Pottker fez grande jogada em cima de Felipe Chaves e arrematou.

A bola bateu na trave e, na volta, tocou no pé de Adriano Lara: gol contra.

O Pelotas não tinha força de ataque, mas aproveitou uma cobrança de falta lateral, aos 31, para chegar ao empate. Reinado Dutra ganhou pelo alto e cabeceou. Lomba tocou na bola e, em cima da linha, Dão completou para a rede.

O gol deu confiança ao time. Em seguida, Lara assustou os colorados com um chute de fora da área. O Inter teve uma bola na trave em finalização, com “cavadinha”, de Nico López.

VIRADA – No segundo tempo, aos 10, Moledo fez falta em Giovane Gomez. Germano cobrou e Felipe Chaves desviou levemente na bola, mas o suficiente para encaminha-la para a rede. Com a vantagem, o Pelotas se tornou um bloco de guerreiros na defesa do resultado.

O Internacional amontou atacantes e pressionou. Airton fez uma magistral defesa em chute de Nico López. Antes, Moledo mandou a bola no travessão. No final, a festa. Uma vitória para entrar para a história.

INTERNACIONAL

Marcelo Lomba

Bruno (Sobis)

Rodrigo Moledo

Victor Cuesta

Iago

Rodrigo Dourado

Edenilson

D’Alessandro

Nico López

Patrick (Neílton)

William Pottker (Parede)

Técnico: Odair Hellmann

 

PELOTAS

Airton

Adriano Lara

Dão

Felipe Chaves

Giménez

Reinaldo Silva

Reinaldo Dutra

Germano

Leo Costa (Leo Bahia)

Jarro (Luiz Felipe)

G. Gomez (Santa Cruz)

Técnico: Diego Gavilán

  • Local: Estádio Beira-Rio, em Porto Alegre
  • Árbitro: Lucas Guimarães Horn
  • Assistentes: Maurício Coelho Silva Penna e André da Silva Bitencourt
  • Cartão amarelo: Pottker e Moledo (I); Airton e Adriano Lara (P)
  • Gols: Adriano Lara – contra (13min) e Dão (31min do primeiro tempo); Felipe Chaves (10min do segundo tempo)
  • DM