gol comemoração boca

Lobo vence o Aimoré, segue líder e chega na décima segunda vitória em casa, nos últimos doze jogos. Última derrota na Boca ocorreu há mais de um ano.

 

O Pelotas segue imbatível na Boca do Lobo. Ganhou os 12 jogos que disputou em casa nesta temporada. O novo triunfo ocorreu nesta segunda-feira, batendo o Aimoré por 1 a 0 em jogo da sétima rodada da fase classificatória da Copa Wianey Carlet. Com o resultado, o Lobão manteve a liderança do Grupo C, com 11 pontos em cinco jogos. O Índio Capilé jogou três vezes e tem apenas três pontos. Está na lanterna dessa chave.

Sem poder contar com Reinaldo e Dão, suspensos; Cleverson e Giovane Gomes (o atacante vai permanecer no clube, depois da longa espera por desfecho de negociação com o Criciúma), lesionados, o técnico Paulo Porto ficou com poucas opções para compor a equipe. Jeferson foi escalado na função de meia centralizado. Na zaga, a primeira chance para o jovem Luiz Felipe jogar na equipe titular.

O destaque do jogo foi outra vez o atacante Jarro. Veloz e arrojado, o extrema foi “caçado” o tempo inteiro pelos adversários. E foi justamente de Jarro a jogada do gol. Aos 31 minutos, ele desarrumou a marcação do Aimoré e cruzou para a finalização de Giancarlo. A vantagem foi assegurada num momento em que a partida estava equilibrada. O time de São Leopoldo mostrou organização e coragem para colocar a bola no chão, tentando jogar ofensivamente.

Na segunda etapa, o Pelotas recuou suas linhas e ficou jogando no contra-ataque. Aos 39 minutos, John Lennon caiu ao tentar driblar o goleiro Pablo. O árbitro Itatiã Nunes entendeu que houve falta e expulsou o goleiro do Aimoré. Como tinham sido feitas todas as alterações na equipe, o lateral Centeno é que foi para o gol. Mas não houve tempo para testa-lo como goleiro.

PELOTAS

Mateus Claus

Adriano Lara

Luiz Felipe

Felipe

Germano

Ricardo Bierhals

Parrudo

Jeferson (Robinho)

John Lennon

Giancarlo (Erik Farias)

Jarro (Luquinhas)

Técnico: Paulo Porto

 

AIMORÉ

Pablo

Murilo (Centeno)

Renato

Douglão

Otávio (Leozinho)

Digaô (Henrique Ávila)

Diguinho

Karl

Luís Carlos (E. Santos)

Marco Antônio

Jajá (Brandão)

Técnico: Arilson Costa

  • Local: Estádio da Boca do Lobo, em Pelotas
  • Árbitro: Itatiã Nunes
  • Assistentes: André Guimarães Peil e João Paulo dos Santos Souza
  • Cartões amarelos: Giancarlo, Adriano Lara, Bierhals e John Lennon (P); Murilo, Douglão, Digaô, Luís Carlos e Henrique Ávila (A)
  • Expulsão: Pablo (39min do segundo tempo)
  • Gol: Giancarlo (31min do primeiro tempo)
  • DM