Foi confirmado na tarde de hoje a saída de Eduardo Bastos da vice-presidência de futebol do Farroupilha. O anúncio foi feito pelo próprio Bastos, em entrevista ao repórter Fernando Monassa, na Rádio Pelotense AM.A saída, que segundo o dirigente foi tranquila, se deu após uma conversa de Bastos com o presidente do clube, Reginaldo Bacci. Ele comentou que foi uma conversa rápida e que o pedido foi aceito sem problemas por Bacci. O principal argumento para a saída foi o desgaste:

“Na segunda tive uma conversa com o nosso presidente, o Reginaldo. Disse a ele meu interesse em me afastar do clube. Eu sempre disse que estava vice-presidente do Farroupilha e que este cargo não era vitalício. Vida que segue. A partir de agora, o clube ganha um torcedor e tenho certeza que tudo vai dar certo para o clube.  O que pesa é o desgaste…. vocês sabem que tenho meus afazeres pessoais, meus negócios. Teve um árbitro que insinuou que o Farroupilha passou a ele um cheque sem fundos. Nunca isso iria acontecer, e nem vai acontecer. O que acontece, é que muitas vezes as rendas dos jogos não cobrem as despesas de arbitragem, aí completamos o pagamento da taxa, com cheques de terceiros. São colaboradores, que espontaneamente nos ajudam nesse aspecto.O pouco apoio das pessoas ao Reginaldo Bacci, faz com que quem esteja na direção tenha de se redobrar em vários setores, e por tu responderes pelo futebol faz com que o desgaste aumente.” – disse.

Bastos ainda comentou que vê com otimismo o futuro do clube. Segundo ele, se a mesma linha de trabalho, com a mesma filosofia de apostar nos jovens, os próximos dois anos serão muito bons para o clube:

“Mesmo com a minha saída, o projeto continua existindo, e não pode ser diferente. Afirmo, tranquilamente, que o Farroupilha será muito mais forte em 2015, do que neste ano. Não tenho dúvida nenhuma. E vou mais além: em 2016, na zona sul do estado, se o clube seguir mantendo essa filosofia, agregando um ou outro valor a mais nesse plantel, somado aos que revelamos, o Farroupilha terá algo muito bom lhe aguardando.”

Esta foi a segunda passagem de Eduardo Bastos pelo Farroupilha. A primeira foi em 2012, quando ele também foi vice-presidente de futebol, quando o clube era presidido por Ewaldo Poeta.