Brasil não resiste ao Inter no Beira-rio


 Jogando no Beira-Rio, em Porto Alegre, o Xavante enfrentou o Internacional, pela 2ª rodada do segundo turno do Gauchão, e acabou derrotado pelos donos da casa por 2 a 0. Os comandados do técnico Gustavo Papa tentaram neutralizar os ataques do Colorado, porém não conseguiram ter as ações do jogo e saíram com o resultado negativo da capital. Agora, as atenções se voltam para a Copa do Brasil, quando na quinta (12), o rubro-negro recebe o Brusque, no Bento Freitas, a partir das 21h30, na partida de ida da 3ª fase da competição.

Na primeira etapa, os donos da casa comandaram a posse de bola. O Brasil tentou segurar os ataques do Inter e saiu nos contra-ataques. O destaque foi o goleiro Matheus Nogueira, que realizou duas grandes defesas e salvou o Xavante.

Já no segundo tempo, o goleiro sofreu uma lesão em um lance de perigo do Colorado e teve que ser substituído. Mas o Brasil não conseguiu evitar os dois gols do Inter, quando Patrick, aos 16 minutos e aos 23, deu a vitória à equipe do técnico Coudet.

Com o resultado, o Brasil ocupa a 5ª colocação do Grupo B, com 3 pontos ganhos. E na classificação geral, o rubro-negro está na 8ª posição com 7 pontos. O próximo desafio no estadual será o Ypiranga, no domingo (15), às 17h, no Bento Freitas. Porém, agora, as atenções se voltam para a Copa do Brasil, quando na quinta (12), o rubro-negro recebe o Brusque, no Bento Freitas, a partir das 21h30, na partida de ida da 3ª fase da competição.

Ficha técnica:

Brasil: Matheus Nogueira (Rafael Martins), Ednei, Lázaro, Heverton, Mateus Mendes, Leandro Leite, Revson, Gegê, Jarro (Cristian), Gabriel Poveda (Wellington Simião) e Wesley. Técnico Gustavo Papa.

Internacional: Danilo Fernandes, Saravia, Rodrigo Moledo, Bruno Fuchs, Natanael, Rodrigo Lindoso, Guilherme Pato (Marcos Guilherme), Nonato (Thiago Galhardo), Patrick (Praxedes), D’Alessandro e Gustavo. Técnico Eduardo Coudet.

Gols: Patrick, 16min2T e 23min2T.

Cartões amarelos: Lázaro, Leandro Leite e Revson (B); Natanael, Rodrigo Lindoso, Guilherme Pato e Praxedes (I).

Fonte: Carlos Insaurriaga AI/GEB