Brasil perde em Caxias e segue sem marcar gols

 


Mais uma vez, neste Gauchão 2020, o Brasil não conseguiu o resultado desejado. Jogando em Caxias do Sul, na tarde deste domingo (2), o time rubro-negro acabou derrotado por 1 a 0, com um gol de falta dos donos da casa. Agora, a equipe vermelha e preta volta a campo no próximo domingo (9), às 16 horas, no Bento Freitas, contra o São José, na última rodada do primeiro turno da competição estadual.
Com a bola rolando, a primeira chegada do Brasil foi aos 6, quando Ednei cobrou falta e a zaga do Caxias afastou. Aos 8, mais uma falta cobrada pra área, desta vez Marcelo Pitol afastou. Aos 11, muita reclamação do Brasil com o árbitro Jonathan Pinheiro. Nathan dominou bola na área, tentou cruzar, a bola bateu na mão do defensor do Caxias e nada foi marcado. Aos 21, porém, o único gol da partida. Ivan, em cobrança de falta, colocou no ângulo de Matheus. Aos 46, em cobrança de escanteio de Revson, Leandro Leite escorou para a chegada do companheiro, mas a zaga afastou.
A etapa final mal iniciou e Cristian, que substituiu Nathan, entrou na área a driblou e chutou. A bola explodiu na trave. Aos 15, Thiago Sales afastou cruzamento de Bruno Santos. Aos 20, outra boa jogada de Cristian, ele vai a linha de fundo e rola para Simião, mas o chute não sai do jeito que o camisa 7 desejava.
Sem mais lances de perigo, o jogo se encerrou com a derrota Xavante no Centenário. Agora, o Brasil vai em busca da primeira vitória na competição. A mobilização será total para empurrar o time no próximo domingo (9), às 16 horas, no Bento Freitas, contra o São José.
Ficha técnica:
Brasil: Matheus Nogueira, Ednei, Lázaro, Heverton, Bruno Santos, Leandro Leite (Wesley Pacheco), Revson, Simião, Maicon Assis, Nathan (Cristian) e Gabriel Poveda (Eliel). Técnico: Gustavo Papa.
Caxias: Marcelo Pitol, Ivan, Laércio, Thiago Sales, Bruno Ré, Juliano, Carlos Alberto (Yuri), Diogo Oliveira, Vinícius Baiano, Juninho Potiguar (Léo Tilica) e João Paulo (Da Silva). Técnico: Rafael Lacerda.
Gol: Ivan, aos 23min1T (C).
Cartões amarelos: Leandro Leite, Ednei e Cristian (B); Bruno Ré e Da Silva (C).