bra x aim Brasil perde mais uma e estaciona na lanterna.

Ficou muito feio, complicado ao quadrado. O Aimoré passeou no Bento Freitas na tarde deste domingo e aplicou fáceis 3 a 1 no Brasil, em jogo da 6ª rodada do Gauchão. O time segue sem vencer na competição, agora com Três derrotas e três empates. E de forma dramática vai ter de contar com sorte e um milagre para não afundar na segunda divisão do futebol gaúcho.

O peso da responsabilidade era maior no lado rubro-negro. O Brasil começou a partida precisando desesperadamente da vitória sobre o Aimoré. E fazendo pouco por merecer. O time não criava, e via o adversário se “assanhar”. E oque estava ruim piorou aos 20 minutos do tempo inicial, quando Marcelo Pitol lançou Gustavo Xuxa. O atacante capilé avançou e, sem marcação, experimentou e acertou, sem chances para Carlos Eduardo: 1 a 0. Aos 28, novamente Gustavo Xuxa recebeu livre, na entrada da área e acertou o ângulo superior da meta xavante: 2 a 0.

Aí, a vaia rubro-negra “desceu” da arquibancada e entrou em campo. Em 30 minutos a torcida havia perdido a paciência com o time do técnico Paulo Roberto Santos, que nos acréscimos, mais precisamente aos 51 minutos levou mais um, agora de Vagner, num tranquilo ataque do Aimoré. E virou 3 a 0 para o time de São Leopoldo.

O tempo final começou com o Brasil um pouquinho melhor. Só um pouquinho. E aos 14 minutos, após cobrança de escanteio, Leandro Camilo mandou a bola para a rede de Pitol: 3 a 1. E todas as demais “desorganizadas” tentativas xavante não resultaram em nada, que não fosse as vaias e protestos da torcida.

À espera por um milagre para evitar o rebaixamento que mostra sua cara aos rubro-negros, o Brasil volta a campo pelo Gauchão no próximo domingo, quando recebe o Grêmio, na Baixada. Antes, nesta quinta-feira, um compromisso pela Copa do Brasil, em Santa Catarina, diante do Tubarão. Tudo sob novo comando técnico, sem Paulo Roberto Santos.

FICHA TÉCNICA

BRASIL 1 x 3 AIMORÉ

BRASIL: Carlos Eduardo; Ricardo Luz, Leandro Camilo, Héverton e Bruno Santos; Washington(Bruno Paulo), Souza, Diogo Oliveira e

Branquinho(Fabrício); Douglas Bággio e Daniel Cruz(Michel). Técnico: Paulo Roberto Santos.

AIMORÉ: Marcelo Pitol; Gian, Renato, Douglão e Henrique Ávila(Henrique Franco);Toto, Diguinho(Digaô), Wagner e Leandro Canhoto(Parrudo); Gustavo Xuxa e Ricardo Verza. Técnico: Gelson Conte.

  • ARBITRAGEM: Douglas Silva, auxiliador por Michel Stanislau e Max Augusto Vioni.
  • CARTÕES AMARELOS: Douglas Bággio, Ricardo Luz,, do Brasil; Gian, Diguinho, do Aimoré.
  • LOCAL: Estádio Bento Freitas.
  • DM