kila sozinhoBrasil, de Carlos Kila, deve ter apenas 9 remanescentes de 2018. Diretor fala em chegada de muitas novidades.

Começou cedo a ocorrer debandada de jogadores do Brasil. A necessidade de readequação orçamentária do clube conduz os principais destaques da temporada de 2018 a seguirem outro caminho – atraídos por propostas melhores. Welinton Junior e Eder Sciola já se despediram da torcida. O futuro de Itaqui deve ser o Paraná e Marcelo Pitol pode jogar pelo Vitória na próxima temporada.

 Éder Sciola usou sua conta no facebook para comunicar o fim do ciclo de dois anos no Brasil. Ele foi um dos goleadores do time na Série B, com seis gols (ao lado de Michel) e titular absoluto da lateral-direita desde julho do ano passado. O outro jogador da posição, Tiago Cametá, não irá também permanecer no Brasil. Esse deixa a imagem de um lateral de grande potencial técnico, mas por vezes ousado ao arriscar dribles nas proximidades de sua área defensiva.

Itaqui indica o futuro com acerto para jogar no Paraná. Welinton Junior também fez sua despedida da torcida por meio das redes sociais. Ele foi o principal destaque do time na sequência vitoriosa nesta reta final da Série B do Brasileiro. Nem mesmo Leandro Leite – de quem se espera que seja o ponto de partida da nova equipe – tem presença garantida. O volante teria proposta do São Bento e pode também retornar ao seu estado de origem: Goiás.

Kaio deve jogar no Ituano em 2018. Luiz Eduardo tem mais um ano de contrato, mas deve sair do Brasil. Afinal, ele vai completar em janeiro um ano sem marcar gol. O outro centroavante, Michel, tem compromisso com o clube até o final do Gauchão. Mossoró, Valdemir e Toty devem engrossar a lista dos que vão embora. E assim o Brasil se desmancha ao final da temporada. A reconstrução será tarefa árdua na Baixada.

Diego Miranda e Rafael Dumas retornam ao Caxias; Wallace Pernambucano ao Náutico e Lourency deverá ser reaproveitado pela Chapecoense.

DM