diego miranda juVitória contra o Juventude foi fundamental: Brasil foi aos 40 pontos e está próximo de assegurar vaga na série B do ano que vem.

É difícil mensurar a importância da vitória Xavante na noite desta quinta (1º), no Estádio Alfredo Jaconi. O peso da partida diante do Juventude era enorme. As duas equipes entraram em campo separadas por apenas dois pontos na tabela. Os comandados de Rogério Zimmermann absorveram a energia do torcedor rubro-negro, que se fez presente em bom número em Caxias, para conquistar a vitória por 1 a 0. O gol foi marcado por Léo Bahia, aos 30 minutos da etapa final.

A expressão “jogo de seis pontos” é muito utilizada no meio do futebol para descrever partidas como a de hoje entre Brasil e Juventude. Ao mesmo tempo em que uma vitória Xavante afastaria o risco de rebaixamento, uma eventual derrota faria o rubro-negro perder a posição para os caxienses, podendo ainda retornar à zona do rebaixamento ao final da rodada. Era preciso jogar com inteligência e encarar o jogo como uma decisão.

Na primeira etapa, muita cautela entre ambas as equipes. Uma derrota seria um prejuízo imenso para qualquer lado. Por isso, pouca exposição, muita intensidade na marcação. Os times foram aos vestiários com o placar merecidamente zerado.

As oportunidades começaram a surgir apenas no segundo tempo. O zagueiro Leandro Camilo quase marcou um gol antológico, aos 20 minutos. O xerifão emendou uma bicicleta após sobra de bola na área para boa defesa do goleiro Douglas. Os Xavantes presentes na Serra ficaram com o grito de gol entalado. Mas ele foi apenas adiado.

Aos 30, Diego Miranda fez lançamento longo buscando o ataque, a defesa alviverde cortou apenas parcialmente, e a bola encontrou Léo Bahia, que havia entrado em campo quatro minutos antes. O camisa 17 limpou a marcação e bateu de canhota, encontrando o canto direito do goleiro para abrir o placar. Explosão no setor visitante do Alfredo Jaconi, que contava com a presença do Governador eleito no último domingo (27), Eduardo Leite, torcedor e sócio do clube.

Ainda deu tempo de Marcelo Pitol sair do gol para abafar a finalização de Felipe Mattioni, e assim selar a vitória crucial para o objetivo do clube. A quarta longe de casa no campeonato. Com o resultado, o Brasil atingiu 40 pontos na tabela, ocupando o 15° lugar, a cinco pontos da zona do rebaixamento. O próximo desafio será no Bento Freitas, na próxima terça (6), às 19h15.

Ficha técnica:

Brasil: Marcelo Pitol, Éder Sciola, Leandro Camilo, Heverton, Alex Ruan, Michel Schmoller (Sousa), Itaqui, Rafael Gava, Diego Miranda, Lourency (Léo Bahia) e Wallace Pernambucano (Michel). Técnico Rogério Zimmermann.

Juventude: Douglas Silva, Felipe Mattioni, Micael, Bonfim, Neuton (Bertotto), Rodrigo, Lucas, Gabriel Valentini (Caio Rangel), Denner, Hugo Sanches e Elias (Guilherme Queiroz). Técnico Luiz Carlos Winck.

Gol: Léo Bahia, 30min2T (B).

Cartão amarelo: Michel Schmoller (B).

Cartão vermelho: Lucas (J).

AI GEB