Clemer apontandoTécnico Clemer admite que Brasil poderia ter criado mais contra o Inter.

O técnico Clemer pretendia explorar a pressão do Internacional pela necessidade de vencer a partida de segunda-feira no Beira-Rio. Nesse sentindo seria fundamental fechar o primeiro tempo com o empate. Só que no último lance, aos 50 minutos, Damião, de cabeça, fez 1 a 0. Assim, o time teve que mudar a estratégia para etapa final – até em função da expulsão de Eduardo Sasha.

“A proposta inicialmente era terminar o primeiro tempo pelo menos com o zero a zero para a gente na segunda etapa sustentar um pouco mais, a pressão iria aumentar, mas tomamos gol aos 50 minutos de uma bola parada, que a gente tinha avisado. Isso parte”, comentou o treinador. Clemer entende que faltou mais criatividade ao time, principalmente quando ficou com a vantagem de um jogador a mais em campo.

“Eles (meias) infiltraram muito pelo meio, o Internacional baixou as duas linhas e ficou difícil. Faltou um pouco ao setor de criação nosso para que a gente pudesse empatar o jogo”, frisou o treinador. O Brasil pode perder até três posições no fechamento da rodada, pois existe risco de ser ultrapassado por Londrina (joga com o Juventude, sexta-feira, em Caxias do Sul), Boa (enfrenta o lanterna ABC, sábado, em Natal) e se houver vencedor no jogo entre Paysandu e CRB, que será em Belém do Pará.

DM